Como o mercado de milhas pode beneficiar as agências de turismo e seus clientes?

A prática de compra e venda de milhas é vantajosa para todos que participam!

 

O mercado de compra e venda de milhas cresce a cada dia, é vantajoso para quem vende, por se tornar uma forma de ter uma renda extra e para quem compra, para conseguir melhor negociação nos pontos de viagens.

 

As agências de turismo tem grande interesse na movimentação deste mercado, pois quanto mais pessoas vendendo milhas e outras comprando, consequentemente existem mais pessoas viajando. As milhas são geradas pelos consumidores cadastrados em programas de fidelidade das companhias aéreas, e as compras realizadas via cartão de crédito geram pontos, que podem ser trocados por produtos e serviços, porém o mais comum são para troca de milhas aéreas. Quanto mais comprar, mais pontos são acumulados e mais milhas podem ser adquiridas.

 

Mas deve-se ter uma atenção especial: quando o cliente acumula muitas milhas e não consegue gastar tudo em viagens dentro do prazo (as milhas têm validade de, em média, 2 anos), ele tem a opção de vendê-las a alguma empresa ou agência de turismo que compre milhas.

 

As empresas desse ramo são responsáveis por intermediar os dois lados das transações. De um lado elas compram as milhas que são vendidas pelos consumidores. Do outro, elas utilizam o estoque de milhas acumuladas para vender passagens aéreas mais baratas do que as companhias.

 

Apesar de ser um mercado que vem ganhando muitos adeptos, a prática de compra e venda de milhas ainda não é totalmente legalizada no Brasil. Isso tem levado o Senado e a Câmara dos Deputados a abordarem o tema para tentar chegar a um consenso.

 

O preço médio para cada 10 mil milhas costuma ser entre R$ 200 e R$ 270 – de acordo com a cotação feita entre as quatro principais companhias aéreas brasileiras (GOL, TAM, AZUL e AVIANCA). Vale lembrar que esses valores são baseados na cotação feita no dia, não sendo fixos.

 

De acordo com algumas pesquisas, no ano de 2016, mais de 50 bilhões de milhas acumuladas por brasileiros expiraram. O que representa, em dinheiro, um valor médio de 1 bilhão de reais que foram jogados fora – considerando que cada 10 mil milhas custam em torno de R$ 200. Dessa forma, é vantajoso para as empresas comprarem as milhas e depois adicionarem um percentual na hora da venda que emitirão utilizando as milhas.

 

Essa movimentação financeira no mercado de milhas ajuda a potencializar o lucro nas agências de turismo, consideram o aumento de pessoas viajando. Assim como parcerias que podem ser feitas entre as agências de turismo e empresas de milhas, a empresa especializada em milhas que já possui seu próprio banco de armazenamento de milhas das principais companhias aéreas, permitindo a elas comprarem passagens em nome de qualquer pessoa com suas milhas.

 

As agências de viagens, ao fazerem parceria com essas empresas, têm a oportunidade de vender passagens aéreas mais baratas para seus clientes, de forma prática e segura, concedendo descontos de até 80% a menos que o preço oferecido pelas companhias aéreas. Outra vantagem da parceria é que as agências de viagem têm total autonomia para trabalhar, pois as empresas de milhas oferecem um sistema de cotação onde é possível emitir o pedido da passagem fazendo suas próprias cotações. Desta forma a agência pode estabelecer qual é a margem de lucro que ela terá para trabalhar em cima do valor.

 

O melhor deste negócio é que todos que participam saem ganhando:

 

A agência de turismo se destaca dos seus concorrentes por oferecer um valor mais atrativo nas passagens, podendo aumentar o seu número de clientes e lucrar mais;
A operadora de milhas, vendendo um maior volume de milhas e movimentando o seu negócio;
O cliente, pois estará economizando na hora de comprar passagens aéreas, pagando um valor menor que o praticado no mercado.

 

Fonte: https://buscamilhas.com/agencia-turismo-mercado-milhas/


Você também pode gostar: